Secretário de estado diz que Portugal ganhou com 1755 porque o terramoto abriu espaço para fazer ciclovias

Mário Botequilha 24 de Setembro de 2021

O secretário de Estado da Internacionalização Brilhante Dias foi internacionalizar e brilhar para Paris e achou boa ideia sair-se com esta: “Vou dizer uma coisa que talvez não seja politicamente correcta. Nós ganhámos com a covid-19. E ganhámos porquê? Porque Portugal foi um país que, tendo as suas dificuldades, enfrentou a covid-19 com bastante êxito”.
António Costa já puxou as orelhas a Brilhante, que, no entanto, reincidiu hoje declarando ao INIMIGO que “vou dizer uma coisa que talvez não seja politicamente correcta. Nós ganhámos com o terramoto de 1755. E ganhámos porquê? Porque Portugal foi um país que, tendo as suas dificuldades, enfrentou o tsunami com bastante êxito e depois fez ciclovias bem catitas”.
De saída, Brilhante ainda atirou ao IP, pela janela do carro, que “vou dizer só mais uma coisa que talvez não seja politicamente correcta. Nós ganhámos com a erupção do Cumbre Vieja em La Palma. E ganhámos porquê? Porque os turistas vêem aquilo, ficam com medo de estender a toalha nas Canárias e fogem para a Madeira e Algarve. Bom final de campanha a todos!”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo