Salgado defende que ter emprestado milhões a Vieira prova que sofre de demência

Vítor Elias 30 de Julho de 2021

A defesa de Ricardo Salgado alega que o arguido não pode comparecer em tribunal porque apresenta uma quadro clinico de demência, provando-o com documentos que mostram que o banqueiro mais poderoso do país aceitou emprestar centenas de milhões de euros ou associar-se publicamente a pessoas com alcunhas como “Kadhafi dos pneus” e “Rei dos Frangos”, empresários budistas que se autointitulam Joe e políticos que definem como sendo animais ferozes. O juiz estará inclinado a ponderar que os milhões do arguido servirem para contratar Jorge Jesus, pagar-lhe a indemnização por despedimento e depois contrata -lo outra vez prova que todos os implicados no processo são completamente loucos e inimputáveis.

Tópicos

Últimas

Do arquivo