Vacinação de políticos não inclui líder do CDS-PP que praticamente deixou de ser um partido

Vítor Elias 26 de Janeiro de 2021

Os titulares dos órgãos de soberania e líderes partidários vão começar a ser vacinados, à excepção de Francisco Rodrigues dos Santos cujo CDS-PP, segundo as últimas sondagens, deixou de ser um partido político e passou a ser uma espécie de confraria das patilhas, enquanto Jerónimo de Sousa e Catarina Martins só vão levar uma dose da vacina porque os respectivos partidos ficaram reduzidos a metade nas presidenciais. De referir que Francisco Rodrigues dos Santos pode no entanto tomar a vacina do tétano assim que cumprir 10 anos de idade.

Tópicos

Últimas

Do arquivo