Antes de sair, Trump perdoou Michael Corleone

Mário Botequilha 20 de Janeiro de 2021

O antigo director do FBI James Comey, há poucos dias, comparou o presidente Donald a um chefe da mafia e parece que se confirma: antes de deixar a Casa Branca, o homem laranja perdoou mais de 140 pessoas com processos ou condenações às costas, incluindo figuras de ficção como Michael Corleone ou o xerife do primeiro filme da saga Rambo. De Washington é tudo. A emissão contigo, Nuno Eiró.

Tópicos

Últimas

Do arquivo