Rui Pinto do IMT: Quim Barreiros vai impedir que novas matrículas tenham combinações de letras obscenas

Vítor Elias 20 de Agosto de 2020

O IMT garantiu que as novas combinações das matriculas portuguesas não permitem combinações de letras obscenas como PI-LA, RA-BO ou RI-CAR-DO SAL-GA-DO, mas a instituição contratou Quim Barreiros, que se encontra sem concertos devido à Covid-19, para garantir que dois automóveis parados numa fila lado a lado não façam, com a combinação das suas matrículas, rimas porcalhotas que firam o bom-gosto da ministra Graça Fonseca quando toma um drink de fim de tarde com jornalistas e um leite achocolatado de pequeno-almoço com comentadores desportivos. Já o INMIGO PÚBLICO foi processado por ter colocado num cartoon o desenho de um carro-patrulha com a combinação de letras LE-LO na matrícula.

Tópicos

Últimas

Do arquivo