Universidades vão monitorizar discurso de ódio das tunas contra a ‘mulher gorda’

Vítor Elias 13 de Julho de 2020

O Governo vai lançar um concurso público a várias universidades para começarem a monitorizar os discursos de ódio e vão começar pelo ódio das próprias tunas das associações de estudantes contra a mulher gorda, a mulher magra, a mulher alta, a mulher baixa e genericamente qualquer mulher que não convenha aos membros das tunas e que estes não possam ai, ai, ai, beijar quando quiserem. De seguida as universidades vão monitorizar os discursos de ódio dos finalistas, dux veteranorum e habeas corpus contra os caloiros e o discurso de ódio dos portugueses com medo do coronavírus que confundem os universitários que usam capas pretas com morcegos.

Tópicos

Últimas

Do arquivo