Gustavo Santos contra pacote de ajuda europeu de 26 mil milhões porque ‘a economia mata’

Vítor Elias 28 de Maio de 2020

A União Europeia vai incentivar a economia portuguesa com 26 mil milhões de euros a fundo perdido, ajuda contestada por Gustavo Santos porque considera que a economia, não o coronavírus, “mata as pessoas”, “porque as manipula, escraviza, amedronta, as ameaça”. O famoso politólogo considera que não é por acaso que a ajuda europeia é considerada uma “bazuca” que “mata as pessoas porque as esfarela, explode, despedaça, as volatiza”. Gustavo Santos, que acha que “a Covid é um mensageiro de amor” defende 26 mil milhões de euros a fundo perdido para financiar quintas de criação de pangolins no Alqueva.

Tópicos

Últimas

Do arquivo