Joana Latino está farta de queixinhas e aconselha os artistas a serem mais como Joe Berardo

Mário Botequilha 21 de Maio de 2020

A coscuvilheira cor-de-laranja Joana Latino reflectiu sobre os assuntos, no programa de quadrilhice Passadeira Vermelha, e aconselhou os artistas em dificuldades, por causa da pandemia, a serem como Bruno Nogueira e fazerem cenas giras no Instagram. Contactada pelo IP, Latino mandou o pessoal das artes aprender com grandes artistas como Joe Berardo, Ricardo Salgado ou José Sócrates. “Os artistas, em vez de fazerem tantos discursos miserabilistas, catastrofistas, de autocomiseração, deviam mexer-se e olhar para um grande artista como Berardo, que não apareceu aí a queixar-se da Covid no Twitter”, diz a senhora que comenta a vida sexual dos outros.

Últimas

Do arquivo