Centeno no Banco de Portugal e Carlos Costa regressa ao emprego de polícia junto à abertura de valas na via pública

Mário Botequilha 12 de Fevereiro de 2020

Mário Centeno já avisou o seu mestre de reiki de que fez as malas e vai governar o Banco de Portugal. O ainda governador, Carlos Costa, o homem conhecido como Constâncio da sua geração, já está a desengatar as correntes de clips e a passar as chávenas de café por água para o senhor que se segue. Carlos Costa deverá regressar a um dos seus antigos empregos (polícia de trânsito junto à abertura de valas de canalizações na rua e recenseador de flamingos para estudos de impacte ambiental).

Tópicos

Últimas

Do arquivo