Apostas IP para os Nobel de 2020: Galamba, Berardo e mãe de José Sócrates

Mário Botequilha 31 de Dezembro de 2019

Física – António Costa, por provar que dezenas de indivíduos podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo, se estivermos a falar de militantes do PS e de secretarias de Estado.

Química – Ana Gomes, por demonstrar que não é apenas João Lourenço que tem falta de química com Isabel dos Santos.

Economia – Mãe de José Sócrates, pelo ensaio “Desconfiança nos bancos e consequente guarda de notas de escudo em cofres caseiros e sua transmutação paranormal em euros na óptica do filho necessitado – Uma biografia”.

Medicina – Frederico Varandas, pelo seu trabalho pioneiro na gastroenterologia e no feeling aplicados à escolha de treinadores de equipas de futebol.

Literatura – Joe Berardo. Lobo Antunes e Gustavo Santos terão de aguardar pela sua hora. Berardo é o nosso maior ficcionista em comissões de inquérito desde o niilismo de Zeinal, do realismo mágico de Salgado ou do teatro do absurdo de Constâncio.

Paz – João Galamba. Pacificou um protesto anti-lítio em Boticas à força de GNR, do Instagram e do encolhimento em posição fetal no banco traseiro do carro e com as portas trancadas.

Tópicos

Últimas

Do arquivo