Bruno quer reconstituição do ataque a Alcochete mas Jorge Jesus não está disponível para voltar a ser agredido

Mário Botequilha 14 de Novembro de 2019

Começa na próxima segunda-feira o julgamento do ataque à Academia de Alcochete. O advogado de Bruno de Carvalho anunciou hoje que pediu a reconstituição do dia mais negro da história do Sporting, isto depois de o juiz ter recusado ouvir Marcelo Rebelo de Sousa e Eduardo Ferro Rodrigues, como Bruno pretendia. O treinador leonino da altura é que não está pelos ajustes: Jorge Jesus recusa sair do Brasil para vir a Portugal e voltar a enfardar. “Se for obrigado a isso, há 30 milhões de adeptos do Flamengo que prometeram ir comigo no avião e defender-me dos arruaceiros. É só para que saibam”, avisou o Mister.

Tópicos

Últimas

Do arquivo