Partidos de Esquerda recusam acordo verbal com António Costa porque ninguém percebe o que ele diz

Vítor Elias 15 de Outubro de 2019

BE, PCP, PAN e Livre não estão dispostos a celebrar acordos meramente verbais com o PS porque ninguém consegue perceber 80% das palavras proferidas pelo primeiro-ministro. Jerónimo de Sousa ficou sem saber se António Costa queria um “compromisso” ou um “comprimido” para quatro anos, enquanto Catarina Martins ficou na dúvida se devia apoiar algo chamado “seviço mal de saúde”. Um entendimento verbal entre António Costa e Joacine Katar Moreira está de momento completamente colocado de parte.

Tópicos

Últimas

Do arquivo