Santana desvaloriza o seu resultado de domingo e diz que volta em 2021 para ganhar as presidenciais

Mário Botequilha 10 de Outubro de 2019

Ao fim de 40 anos a plantar palmeiras na Figueira da Foz, Santana Lopes começa a desconfiar que os eleitores não o gramam em cargos de órgãos de soberania. Mas o líder do Aliança não desarma e telefonou ao INIMIGO para garantir que o resultado conseguido, no domingo passado, é bastante promissor se considerarmos que conseguiu ficar imediatamente acima de Tino de Rans. “39.318 votos dão-me um quentinho na alma e abrem uma magnífica janela de esperança para o futuro. Hoje somos 39.318, amanhã seremos 39.319. Nas presidenciais de 2021 estou lá caído e vou para limpar aquilo. Haja fé”, confirmou Santana, garantindo que estava a fazer dois sinais de fixe para o telefone.

Tópicos

Últimas

Do arquivo