Universidade de Coimbra bane tunas académicas para combater as alterações climáticas

João Henrique 20 de Setembro de 2019

Depois de eliminar a carne de vaca das cantinas, a Universidade de Coimbra toma uma decisão ainda mais polémica e acaba de anunciar a eliminação de todas as tunas académicas. “Dizem que eu sou hipócrita, que não estou verdadeiramente preocupado com as alterações climáticas e que estou a ir atrás das modas. Vamos reformular o plano. Afinal parece que a produção de bovinos não contribui assim tanto para a emissão dos gases poluentes de estufa. Então chega de medidas simbólicas e vamos atacar o problema da emergência climática a sério. A carne de vaca vai voltar para a cantina. Os estudantes podem comer carne de vaca todos os dias, mas vamos ter de acabar com as tunas académicas. O planeta não aguenta mais a pegada ecológica desse estilo de vida, as praxes e essas festas todas. Sem as tunas académicas, Portugal vai o primeiro país do mundo neutro em carbono já em 2020 sem ser preciso encerrar a central de carvão de Sines”, anunciou o reitor.

Tópicos

Últimas

Do arquivo