Joe Berardo bate recorde nacional dos “não me lembro”, “não me recordo”, “não tenho memória” em audiências parlamentares

Mário Botequilha 10 de Maio de 2019

Joe Berardo passou esta tarde pelo Parlamento e disse à comissão de inquérito da Caixa que se varreu tudo. A exemplo de tudo o que é banqueiro ou regulador ou advogado, Berardo abusou dos “não me lembro”, “não me recordo”, “não tenho memória”, “varreu-se-me” e bateu o recorde nacional que pertencia a Ricardo “aplicam coimas de milhões como se fossem bagatelas” Salgado.

Tópicos

Últimas

Do arquivo