Joe Berardo oferece aos bancos exemplar do ‘Menino Chorão’ em troca do perdão das dívidas

Vítor Elias 6 de Maio de 2019

Caixa Geral de Depósitos, o BCP e o Novo Banco quiseram ficar com a coleção de arte de Joe Berardo como forma de pagamento para a reestruturação dos créditos, mas o empresário madeirense aceitou apenas entregar os quadros menos valiosos. Berardo terá oferecido um exemplar do “Menino Chorão”, um guardanapo que ele próprio gatafunhou no Gambrinus enquanto esperava pelo almoço e a “Mona Lisa” recortada à mão de um livro de arte. Os bancos aceitaram a oferta e ainda ofereceram 20 milhões de euros de troco.

Tópicos

Últimas

Do arquivo