Assinaturas do Chega sob suspeita de falsificação: subscritores incluem Oliveira Salazar e Marcelo Caetano

Mário Botequilha 26 de Abril de 2019

O Ministério Público está a investigar a suspeita de contrafacção de documentos no âmbito do registo do partido de André Ventura, o antigo candidato de Passos Coelho à câmara de Loures. O Tribunal Constitucional detectou inúmeras irregularidades e deu o exemplo do jovem Simão, de apenas 8 anos, e do idoso Adelino, que já teria 114 anos por esta altura. O Chega também tem como subscritores nomes de duvidosa legalidade, como os de Oliveira Salazar, Marcelo Caetano, Jair Bolsonaro, Viktor Orban e um tal de Benito.

Tópicos

Últimas

Do arquivo