Lobo Antunes aconselha os leitores a não meterem coisas tão depressa no seu saco escuro

Vítor Elias 1 de Março de 2019

António Lobo Antunes já tem um saco personalizado que os leitores da “Visão” podem adquirir, mas o escritor aconselha as suas leitoras a não colocarem tão depressa os óculos, a bisnaga de creme para as mãos, o maço de tabaco e o smartphone tão depressa nesse saco escuro. O saco é de sisal, material que lhe fez lembrar África e proferir um solilóquio que envolve um idoso acamado que esteve na guerra colonial e vários deficientes idiotas, tarados e deficientes. Milhares de leitores querem “o saco do António” porque pensam que é do Toy e tem lá dentro uma garrafa de tintol de Palmela.

Tópicos

Últimas

Do arquivo