Robots tiram 1 milhão de empregos em Portugal e há cada vez mais casais como Mário Crespo e a esposa-robot Sophia

Mário Botequilha 17 de Janeiro de 2019

O estudo “Automação e o Futuro do Trabalho em Portugal” estima em 1,1 milhões os empregos que os portugueses vão perder para os robots e para a digitalização nos próximos dez anos. Este fenómeno já é visível na sociedade, por exemplo, no casamento de Mário Crespo com a robot Sophia, no partido Aliança (que tem um líder que é metade Santana e metade software de lugares-comuns), no YouTuber cada vez mais sincopado José Sócrates, no banco do Sporting (onde Marcel Keiser tem a frieza de um Schwarzenegger à cata da mãe do John Connor) ou num Marques Mendes a martelar respostas combinadas a Clara de Sousa.

Tópicos

Últimas

Do arquivo