Criminosos do Estabelecimento Prisional de Lisboa só param o motim na presença de Sandra Felgueiras

Vítor Elias 6 de Dezembro de 2018

Os detidos no Estabelecimento Prisional de Lisboa e no Estabelecimento Prisional do Porto acham que não têm menos direitos que Pedro Dias e portanto decidiram que só se param o motim e na presença de Sandra Felgueiras, a última barreira da legalidade e da luta contra a prepotência da lei logo depois do “habeas corpus” e do “habemus papa”. Um dos detidos quer ser entrevistado pelo Vítor Gonçalves.

Tópicos

Últimas

Do arquivo