À Benfica: António Costa esteve quase no olho da rua mas depois Marcelo teve um feeling e afinal o PM fica

Mário Botequilha 30 de Novembro de 2018

“Passei a noite em claro a olhar para o tecto mas levantei-me às 4 da manhã, como é habitual, fui tirar selfies com as poucas pessoas que andavam na rua e foi aí que me bateu um feeling e decidi voltar atrás.” É assim que o presidente da república explica a reviravolta política do ano ao melhor estilo de Luís Filipe Vieira: a dissolução do Parlamento e as eleições antecipadas estavam dadas como certas por fontes de Belém (Marcelo), mas o chefe de Estado arrepiou caminho. “Como Vieira, tive o chamado feeling ou eczema ou o que foi e decidi manter o Parlamento e o Governo na condição de Costa pôr a Geringonça a jogar melhor e não lento, lento, lento”, explicou Marcelo ao IP ainda de pijama.

Tópicos

Últimas

Do arquivo