Sócios aterrorizados: se for provada corrupção no Benfica, Vieira demite-se e deixa o clube entregue a Pedro Guerra

Mário Botequilha 31 de Outubro de 2018

Luís Filipe Vieira está a celebrar 15 aninhos à frente do Benfica e ontem deu uma entrevista em que garantiu que se punha a mexer se se provasse que houve corrupção no clube. Os sócios entraram em pânico quando o seu presidente ameaçou “ou eu ou o merceeiro”, referindo-se ao nome mimoso com que brindou o seu comentador Pedro Guerra. “Se me for embora, isto fica tudo entregue ao Guerra, até o Moniz ou o Gomes da Silva tomarem conta da loja”, apavorou Vieira a acenar com esta trindade de inspirar um terror profundo ao benfiquista mais empedernido.

Tópicos

Últimas

Do arquivo