Jogadores do Fenerbahçe perderam 50% do salário durante o jogo com o Benfica

João Henrique 14 de Agosto de 2018

O Governo dos Estados Unidos duplicou as tarifas de aço e alumínio da Turquia, a lira turca está a colapsar e os salários dos futebolistas turcos ressentiram-se bastante durante a 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões. O golo de Gedson Fernandes e o tweet de Trump a dizer “Goooooloooooo! Benfiiiiiicaaaaaaa! Chupa Erdogan” levou a lira turca a perder 90% face ao dólar norte-americano e os salários dos jogadores do Fenerbahçe antes do intervalo ficaram muito semelhantes aos do Boavista. A coisa acabou por reequilibrar-se e fechar com quebra de apenas 50% depois do banco central turco ter dado ordens a Rui Vitória para baixar a cueca e substituir Castillo pelo trapalhão e perdulário Ferreyra, para que Grimaldo saltasse mais baixo que Potuk no golo do empate e para que Salvio saísse para a entrada de Alfa Semedo, o que tornou o final de jogo ainda mais asfixiante para o Benfica.

Tópicos

Últimas

Do arquivo