Estado avalia pureza da droga no Boom Festival mas só a quem prove não ter dívidas ao fisco e segurança social

Mário Botequilha 19 de Julho de 2018

Está aí o Boom Festival, em Idanha-a-Nova, e com uma novidade: os festivaleiros têm à disposição um serviço, no recinto, para comprovarem a qualidade das cenas psicotrópicas e evitar contrafacções. Os interessados têm de tirar senha, aguardar vez, entre 6 e 8 horas, e apresentar comprovativos de que não têm dívidas à Segurança Social e fisco, registo criminal, comprovativo de morada, 6 fotos tipo passe e uma declaração do Tribunal Constitucional em como nunca pertenceram ao conselho de administração do BES.

Tópicos

Últimas

Do arquivo