Arons de Carvalho não acha reprovável viver com dinheiro emprestado nem um deputado fazer todos os dias meia-dúzia de viagens aos Açores

Mário Botequilha 27 de Abril de 2018

Arons de Carvalho, o mandatário à nova candidatura de António Costa à liderança do PS, falou da Operação Marquês para dizer que, ao contrário dos procuradores picuinhas, não acha reprovável uma pessoa viver com dinheiro emprestado por outros, nem, explicou depois ao IP, ser reembolsado por uma dúzia de viagens diárias aos Açores e tão pouco receber subsídios por supostamente viver em Bragança quando na realidade vive do outro lado da rua do Parlamento. Arons de Carvalho acha bem que as supostas viagens aos Açores e ambas as casas do deputados sejam pagas com dinheiro emprestado ou encontrado por baixo do sofá do Ricardo Salgado.

Tópicos

Últimas

Do arquivo