António Costa acha que ‘foi um ano particularmente saboroso para Portugal’ porque o país ardeu todo como se fosse um churrasco

Vítor Elias 15 de Dezembro de 2017

António Costa foi a Bruxelas garantir às instâncias comunitárias que “foi um ano particularmente saboroso para Portugal”, lembrando os incêndios do Verão que transformaram o país num churrasco e os tardios incêndios de Outubro que transformaram parte do país num assador de deliciosas castanhas. Caso Portugal arda depois do Ano Novo, Mário Centeno vai dizer na primeira reunião do Eurogrupo que “o ano começa para Portugal suculento como um barbecue”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo