PAN defende que contagem do tempo de progressão na carreira dos professores seja feita em anos de cão

Vítor Elias 17 de Novembro de 2017

A guerra entre o BE e PCP contra o PS quanto à contagem do tempo de progressão na carreira ganhou um novo aspecto quando, hoje de manhã, André Silva exigiu que os anos contados fossem de cão. “Cada sete anos na escola equivale a um ano. Se é assim para os cães, é para toda a gente”, defendeu André Silva, apoiado por António Costa. Já BE e PCP exigem que a contagem do tempo de progressão na carreira dos professores seja feita em anos de tartaruga.

Tópicos

Últimas

Do arquivo