Portugueses rogam a Constança Urbano de Sousa que vá ter as férias que não teve, o ano sabático que não tirou e a reforma antecipada que não pediu

Vítor Elias 17 de Outubro de 2017

A ministra Constança Urbano de Sousa recusa demitir-se, apesar de admitir que “talvez para mim fosse o mais fácil, ia-me embora, ia ter as férias que não tive”, mas a maioria dos portugueses, segundo um inquérito IP, preferia que ela escolhesse o que “fosse mais fácil” e tirasse as férias que não teve, o ano sabático que não tirou, a reforma antecipada de não pediu e fizesse a viagem à volta do mundo, de preferência com paragem a meio, ali para os lados na Coreia do Norte.

Tópicos

Últimas

Do arquivo