Depois das sardinhas, a UE decide que Portugal deve reduzir a quota de bifanas

Vítor Elias 21 de Julho de 2017

Após o ataque à soberania nacional decretado pela UE quando aconselhou Portugal a deixar de pescar sardinhas durante 15 anos, Bruxelas voltou hoje ao ataque, aconselhando os portugueses a deixarem de comer bifanas durante uma ou duas gerações. As ondas de choque fazem-se sentir em todo o país, apesar do SIRESP não registar diferença alguma, tendo uma sondagem apontado a vontade dos portugueses em saírem da UE para poderem novamente comprar sardinhadas e bifanas em escudos.

Tópicos

Últimas

Do arquivo