Manuel Pinho só foi à PJ para fazer a leitura do contador de electricidade

Mário Botequilha 3 de Julho de 2017

O advogado Ricardo Sá Fernandes explicou hoje que o seu cliente Manuel Pinho, arguido no processo das rendas excessivas da EDP, só foi à PJ para ver as vistas, dado que os agentes não terão feito nenhuma pergunta. O jurista explicou que o ex-ministro/colega de piscina de Michael Phelps “chegou lá, tudo muito lindo, passou os olhos pelas revistas na sala de espera, tudo muito lindo, foi chamado para explicar a uma senhora o que era a taxa do audiovisual, tudo muito lindo, leu a contagem de electricidade, tudo muito lindo, meteu-se na carreira e foi para casa. Não foi um dia lá muito lindo.”

Tópicos

Últimas

Do arquivo