ONU critica Portugal por falta de apoio aos afrodescendentes, Governo garante dar emprego aos familiares afrodescendentes do Carlos César

Vítor Elias 14 de Junho de 2017

O Comité das Nações Unidas para a Eliminação da Discriminação Racial criticou Portugal por não ter políticas especificas de apoio aos afrodescendentes, mas o Governo já reagiu e decidiu dar emprego no Governo Regional os Açores, na Gebalis, na EMEL ou na empresa municipal que faz as sardinhas do Santo António a todos os familiares afrodescendentes do Carlos César. Ascenso Simões já reagiu, dizendo, em tom irónico, “agora os familiares afrodescendentes das figuras públicas têm de participar em novelas da TVI”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo