Ministério Público acusa Luís Vaz de Camões de devassar a privacidade de Leonor quando ia descalça para a fonte

Vítor Elias 4 de Maio de 2017

Depois de processar José António Saraiva por devassar a vida privada de Fernanda Câncio no livro “Eu e os Políticos”, o Ministério Público virou-se para outro vulto das letras nacionais e mandou interrogar Luís Vaz de Camões por espiar a Leonor quando ela estava descalça e depois bufar tudo num soneto. O MP considera que ninguém tinha de saber que Leonor estava tão linda que o mundo espantava e que chovia nela graça tanta que dava graça à formosura, razão pela qual Luís Vaz de Camões poderá ficar detido no Mosteiro dos Jerónimos com pulseira electrónica e termo de identidade e residência.

Tópicos

Últimas

Do arquivo