Cristas elogia Abril: “Se a revolução tivesse sido no Verão, a maior parte dos capitães tinha de assinar de cruz”

Mário Botequilha 25 de Abril de 2017

Assunção Cristas gabou, esta manhã, a escolha leve e fresca do mês de Abril para acabar com a ditadura do Estado Novo. “Se a revolução tivesse sido em Julho ou Agosto, apanhava imensa gente de férias na Comporta e muitos capitães teriam de assinar de cruz a autorização para as chaimites e não sei quê. Tinha sido medonho. Ouça: Abril foi super bem escolhido. Adorei”, declarou a presidente do CDS.

Tópicos

Últimas

Do arquivo