Contra a opinião dos técnicos, Carlos Costa manteve idoneidade de Ricardo Salgado mas retirou-a ao Dalai Lama

Mário Botequilha 23 de Março de 2017

Segundo o nosso suplemento satírico PÚBLICO, em Dezembro de 2013, a administração do Banco de Portugal foi contra a opinião dos seus técnicos e recusou retirar a idoneidade a Ricardo Salgado. No entanto, Carlos Costa, na mesma altura, não hesitou em dizer que o Dalai Lama, Dora, a Exploradora, o Papa Francisco e o boneco do Multibanco não eram pessoas idóneas e impediu-os de passar a menos de 200 quilómetros de uma agência bancária. “No Dr. Salgado é que ninguém mexe… Pouco idóneo, pois sim… Até me fizeram rir. Um homem com aquela categoria… E dizem-se vocês técnicos. Não pescam nada disto”, comentou o governador para a acta dessa reunião.

Tópicos

Últimas

Do arquivo