Aeroporto no Montijo condicionado pela migração das aves e por quanto é que cada ave quer para ir morar para outro sítio

Mário Botequilha 9 de Fevereiro de 2017

Décadas depois, dezenas de estudos depois, muitos milhões de euros depois, continua a estudar-se qual é a melhor solução para a ampliação do aeroporto de Lisboa. Agora vai fazer-se mais um estudo, para juntar aos outros 50, sobre os hábitos migratórios das aves na zona do Montijo, para saber quantas delas é que têm lá ninhos pagos, arrendados ou apenas vivem em ninhos dos sogros. Também será apurado quanto é que cada flamingo, pato-trombeteiro e alfaiate quer para ir viver para o Cacém ou Ermesinde. A seguir, deixa-se passar o tempo e depois encomenda-se mais um estudo sobre o mesmo assunto.

Tópicos

Últimas

Do arquivo