Funcionários das escolas preferiam que a greve tivesse sido ontem no Dia da Marmota para acordarem nela para sempre

Vítor Elias 3 de Fevereiro de 2017

Os milhares de funcionários das escolas que estão hoje em greve tentaram marca-la para ontem, o Dia da Marmota, pretendendo assim, tal como o Bill Murray em Punxsutawney, acordarem todos os dias ao som da Cher (ou, de preferência, da Ana Avoila), para sempre, num dia de greve. A intenção saiu gorada porque o Dia da Marmota está ocupado há anos por Rui Rio, preso para sempre num dia em que não é líder do PSD.

Tópicos

Últimas

Do arquivo