Imagens de Washington e Nova Iorque na noite eleitoral norte-americana encheu a maioria dos portugueses de intensas saudades do Mário Crespo

Vítor Elias 10 de Novembro de 2016

As imagens de Washington e Nova Iorque transmitidas pelas televisões portuguesas sem a presença calma, ponderada e conciliadora de Mário Crespo provocaram um enorme e indefinido mal-estar na maioria dos portugueses. À margem de apreciarem ou não Donald Trump, a maioria dos portugueses sentiu que há algo de terrivelmente errado numa América sem o Mário Crespo. “Sem o sorriso de Mário Crespo em Times Square ou aos pés da estátua do Lincoln, o sonho americano acabou”, revelou um telespectador lavado em lágrimas.

Tópicos

Últimas

Do arquivo