Taxistas propõem ao governo cedência de 1300 táxis à Uber, incluindo as respectivas matracas, facas de furar pneus e mocas de Rio Maior

Mário Botequilha 7 de Outubro de 2016

A Federação Portuguesa do Táxi quer acabar com o excesso de oferta de carros de praça em Lisboa e Porto e propôs ao Governo a passagem de 1300 táxis para as plataformas Uber e Cabify. A Federação quer desbastar mil táxis em Lisboa e 300 no Porto num plano que levaria estas viaturas a circularem descaracterizadas, apesar de manterem o Correio da Manhã no banco do pendura.

A oferta também inclui a cedência das matracas, facas e chaves de fendas para furar pneus, mocas de Rio Maior e barrotes, que fazem parte do actual arsenal na bagageira dos taxistas, não se vá dar o caso de darem com um Uber, essa cáfila de vampiros capaz de transportar passageiros sem sequer pedir um Salazar em cada esquina a dado momento da viagem.

Tópicos

Últimas

Do arquivo