António Costa acha que um INIMIGO PÚBLICO ideal seria ‘um jornal onde cada redactor contribui para o bem editorial de acordo com as suas capacidades e cada um recebe de acordo com as suas necessidades’

Vítor Elias 25 de Setembro de 2016

António Costa voltou a recorrer ao Karl Marx, desta vez para revelar o que seria o Inimigo Público ideal. “Aos 13 anos de idade, é tão divertido como os piercings do João Galamba e os artigos do Nicolau Santos. Mas para ser ideal, o Inimigo Público deveria ser um jornal onde cada redactor contribui para o bem editorial de acordo com as suas capacidades e cada um recebe de acordo com as suas necessidades e o onde o Luís Pedro Nunes não fosse o ópio do povo”, referiu o primeiro-ministro.

Tópicos

Últimas

Do arquivo