Director pede desculpa: Museu de Arte Antiga não caminha para uma calamidade mas apenas para uma catástrofe devastadora

Mário Botequilha 8 de Setembro de 2016

O director do Museu Nacional de Arte Antiga pediu desculpa ao ministro da cultura por ter dito que um dia acontecia uma calamidade na instituição. “Exagerei um pouco. Calamidade é excessivo. Na verdade, o museu apenas enfrenta o risco de uma catástrofe devastadora ou de ser engolido por um maremoto ou pisado pelo Godzilla ou ter o Mário Centeno como responsável financeiro”, explicou o senhor.

Tópicos

Últimas

Do arquivo