Sócrates acusa: “Quiseram impedir-me de ser presidente da república e de dar a medalha ao Éder”

Mário Botequilha 28 de Julho de 2016

O antigo primeiro-ministro José Sócrates acusou o Ministério Público de ter tido motivações políticas para a sua detenção e de estar ao serviço das capas do Correio da Manhã. “Impediram-me de ser candidato a Presidente da República e de dar afecto aos portugueses. Eu sou capaz de dar o triplo do afecto do Marcelo. Além disso, não pude dar a medalha ao Éder. Sei de fonte segura que o Éder ficou inconsolável”, indigna-se Sócrates.

Tópicos

Últimas

Do arquivo