#TáGanho: Maria Luís Albuquerque disse que se fosse ministra das Finanças estávamos na final com muitos menos empates e mais golos marcados

João Henrique 7 de Julho de 2016

Para além da questão das sanções por défice excessivo em 2015, a ex-ministra das Finanças criticou a trajectória desportiva da Selecção Nacional desde que o governo do PS tomou posse. “Se eu ainda fosse ministra das Finanças, Portugal teria ganho à Islândia por 3-0, teria ganho à Áustria por 4-0, espetava 5 na Hungria, ficava em primeiro no grupo e depois nos oitavos de final ia ganhar 7-0 à Bélgica, nos quartos de final ganhávamos ao País de Gales por 8-0, nas meias finais dávamos 10-0 à Polónia e na final 3-0 à França ou à Alemanha. Sem penalties, sem empates, sem prolongamentos, sem golos sofridos. Compare o desempenho da Selecção se eu fosse ministra das Finanças: 40 golos marcados. Com o governo Costa, Portugal tem apenas 8 golos marcados. Quase cinco vezes menos. É uma vergonha!“, defendeu Maria Luís Albuquerque.

Tópicos

Últimas

Do arquivo