Pessoas que dizem “abreijos” vão pagar IRS de 60%

João Henrique 8 de Maio de 2016

O Ministério das Finanças prepara uma reforma tributária que prevê um severo agravamento fiscal para contribuintes com comportamentos sociais extremamente irritantes. “Pessoas que estão indecisas entre abraços e beijos e fazem um 2 em 1 têm uma responsabilidade social superior. Estas pessoas têm de devolver sobre a forma pecuniária tudo o que a sociedade lhes pagou por ter sofrido no corpo a enorme maldade de ouvir uma expressão tão horrível”, defendeu Mário Centeno.

Tópicos

Últimas

Do arquivo