Bruxelas afinal aceita aumento do salário mínimo para que portugueses tenham mais dinheiro para salvar bancos

Mário Botequilha 19 de Abril de 2016

A Comissão Europeia tinha dito que era contra a subida do salário mínimo português, até aos 600 euros, mas mudou de ideias e agora diz que pode ser porque é bom que as pessoas tenham dinheiro no bolso para ajudar a pagar falências bancárias manhosas, obras públicas que nunca ficam pelo preço anunciado e a cutelaria do ministro Santos Silva.

Tópicos

Últimas

Do arquivo