José Veiga era conhecido no Congo como o “feiticeiro português” do presidente Nguesso e curava mau-olhado, impotência e falências bancárias

Mário Botequilha 4 de Fevereiro de 2016

Segundo os nossos colegas do DN, José Veiga era “o feiticeiro português” do presidente do Congo e lia o futuro no voo das aves e nas manchas de guisado nas camisas. Veiga é considerado um grande mestre lusitano e tem consultório, em frente ao palácio de Nguesso, onde uma placa promete a cura de maus-olhados, impotência, falências bancárias e melhorar a auto-estima de pessoas deprimidas por acharem que são parecidas com o social-democrata Luís Montenegro.

Tópicos

Últimas

Do arquivo