Pinto da Costa explica segurança ilegal com insegurança que sente em relação a Lopetegui

Mário Botequilha 4 de Janeiro de 2016

O Ministério Público apresentou acusações contra 50 arguidos na Operação Fénix, incluindo Pinto da Costa e Antero Henrique. O presidente portista já explicou que o seu nome surge envolvido no caso de segurança ilegal porque se sente inseguro em relação ao treinador Lopetegui. “Preciso de guarda-costas para me impedirem de despedir o homem cada vez que leio uma convocatória dele para um jogo”, explicou Pinto da Costa. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo