Catarina Martins concordou em salvar o Banif porque o Jorge Tomé não faz parte da lista oficial do BE de ricos a abater

Vítor Elias 22 de Dezembro de 2015

Catarina Martins concordou em injectar milhares de milhões de euros dos contribuintes no Banif porque, após consultar os órgãos do partido e os cartazes de campanha, percebeu que os gestores do banco não estão marcados. “O filho do Belmiro, check. O Mexia, check. O Bava, check. O Salgado, check. Os gajos da EDP e da ZON que não sei o nome, check. Tomé… Não conheço”, explicou Catarina Martins. “Se for filho do major Tomé, mandem-lhe um abraço”. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo