Acordo de esquerda esteve para cair quando Jerónimo disse que se tratava de um ‘compromisso irrevogável’

Mário Botequilha 9 de Novembro de 2015

Parece que há acordo entre PS e BE, PS e PCP, PS e PEV e PS e NATO. No entanto, a coisa esteve tremida quando Jerónimo de Sousa decidiu caracterizar o compromisso com Costa como “irrevogável”. No Rato, isto foi lido como uma ruptura nas negociações porque, politicamente, irrevogável não tem o mesmo sentido que vem no Houaiss ou no Jorge Jesus. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo