Catarina Martins e Jerónimo de Sousa estão a monte e passaram à luta armada

Mário Botequilha 23 de Outubro de 2015

Ainda Cavaco não tinha saído da sala do Palácio de Belém onde fez o comício de ontem à noite e já os comunistas e bloquistas tinham percebido que era melhor porem-se ao fresco antes que fossem buscá-los a casa. A perigosa revolucionária anti-NATO Catarina Martins está neste momento barricada algures no Bairro Alto e tem Mariana Mortágua com uma fisga e uns binóculos da Imaginarium no telhado a vigiar a aproximação de forças PàFs. Jerónimo de Sousa estará escondido na cantina da câmara de Loures a negociar a compra de armamento e caviar junto de contactos do Pacto de Varsóvia que estavam adormecidos desde 1975. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo