Gregos apenas podem comprar dois exemplares da biografia de Miguel Relvas por dia

Vítor Elias 29 de Junho de 2015

Medidas de emergência fizeram com que o Governo grego limitasse os levantamentos bancários a 60 euros por dia e as compras de biografias de Miguel Relvas a apenas dois exemplares diários. “Sabemos que todos os gregos querem comprar bens de primeira necessidade como pão, leite, água, conservas e livros do Miguel Relvas, mas têm que haver limites”, explicou Varoufakis. “Quando a tormenta passar, já vão poder comprar tantos livros do Miguel Relvas como o Carlos Santos Costa comprava do José Sócrates”, garantiu. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo